Doença mão-pé-boca (HFMD)

E-mail Imprimir PDF
A doença mão-pé-boca (HFMD, sigla em inglês) é uma enfermidade contagiosa causada pelo vírus Coxsackie da família dos enterovírus que habitam normalmente o sistema digestivo e também podem provocar estomatites (espécie de afta que afeta a mucosa da boca). Embora possa acometer também os adultos, ela é mais comum na infância, antes dos cinco anos de idade.
São sinais característicos da doença mão-pé-boca:
• febre alta nos dias que antecedem o surgimento das lesões;
• aparecimento na boca, amídalas e faringe de manchas vermelhas com vesículas branco-acinzentadas no centro que podem evoluir para ulcerações muito dolorosas;
• erupção de pequenas bolhas em geral nas palmas das mãos e nas plantas dos pés, mas que pode ocorrer também nas nádegas e na região genital.
Leia mais...
 

Conjuntivite, sintomas e tratamento

E-mail Imprimir PDF
Segundo dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Oftalmologia, surtos de conjuntivite (inflamação da conjuntiva, membrana fina e transparente que reveste o branco dos olhos e o lado de dentro das pálpebras) podem ocorrer em qualquer época do ano. No entanto, eles são comuns nos meses da primavera e do verão, porque o calor, a umidade e também o tempo muito seco favorecem a disseminação dos agentes infecciosos.
Entre as possíveis causas da doença estão as alergias e as infecções por vírus ou bactérias. Nestes últimos dois casos, é uma doença de fácil contágio, que pode estender-se por uma semana, 15 dias, e começar por um dos olhos para depois afetar o outro.
A transmissão se dá por meio do contato direto com o doente ou, indiretamente, pelo contato com objetos contaminados pelo agente infeccioso. O caminho é bastante simples. A secreção decorrente do processo inflamatório nos olhos serve de veículo para transmissão do micróbio.
Leia mais...
 

Exame de sangue poderá diagnosticar Alzheimer

E-mail Imprimir PDF
Um teste de sangue capaz de detectar o Alzheimer anos antes do desenvolvimento dos primeiros sintomas da doença está mais próximo de se tornar realidade. Em um estudo publicado recentemente na revista Nature, pesquisadores australianos e japoneses conseguiram desenvolver um exame simples e barato que identifica com precisão proteínas tóxicas ligadas à doença.
O Alzheimer é a principal causa de demência em pessoas a partir dos 60 anos, mas permanece como um dos principais desafios da medicina devido à dificuldade de diagnóstico precoce e à ausência de tratamento. Na maioria dos casos, a doença é identificada quando o paciente já apresenta perda de memória, o que indica a perda definitiva de células cerebrais.
Acredita-se que o Alzheimer se desenvolva de vinte a trinta anos antes do aparecimento dos primeiros sintomas, portanto, o grande desafio de especialistas no assunto, além de tratamentos efetivos, é desenvolver um teste capaz de detectar a doença antes da perda neuronal.
Leia mais...
 

Febre Amarela

E-mail Imprimir PDF
Há dois tipos de febre amarela, a silvestre e a urbana. Qual é a diferença entre elas?
A silvestre é disseminada pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes, circulantes em matas, e não em cidades. A versão urbana é transmitida pelo Aedes aegypti, o mesmo da dengue, do zika e da chikungunya. Não há registro de febre amarelaurbana no Brasil desde 1942. As mortes de agora foram causadas pela versão silvestre, unicamente.
Existe a possibilidade dos mosquistos Haemagogus e Sabethes irem para a área urbana?
Não. Os mosquitos Haemagogus e Sabethes são de gêneros diferentes, mas tem comportamentos parecidos. Eles vivem em áreas de florestas densas, com vegetação abundante. Voam alto e geralmente ficam na copa das árvores. Sua fonte principal de alimentação é o sangue dos macacos que estão lá em cima. Ou seja, estão totalmente adaptados a hábitos silvestres que não vão encontrar na cidade.
Por que a versão urbana é um problema?
Porque seu potencial de disseminação é grande, na medida em que circularia nas cidades, em meio a um número muito maior de pessoas.
Leia mais...
 

Autoexame para homens

E-mail Imprimir PDF
Em pesquisa inédita com quase 4 000 homens no Estado de São Paulo, ao questionar se conheciam e faziam o autoexame masculino, mais de 90% afirmou nunca ter ouvido falar na importância da prática — já bastante debatida em países da Europa e Estados Unidos.  “Somente 170 responderam que sim. Esse dado é alarmante, pois se isso ocorre na maior metrópole do país, imagina como deve ser a realidade do restante do Brasil”, analisa.
À frente de importantes estudos sobre a saúde do homem, o médico explica que o autoexame é uma medida preventiva simples, indolor e acredita que, “se fosse divulgado como qualquer outro tema do universo da saúde feminina, poderia identificar precocemente não apenas o câncer de testículos, mas uma série de doenças que impactam na saúde e na fertilidade do homem”, ressalta.
Entre as principais, ele destaca  a diminuição da produção de testosterona e espermatozoides, infecções, varizes no escroto — que influenciam diretamente na fertilidade do homem — entre outras.  Sobre os tumores malignos que atingem o sexo masculino, ele explica que cerca de 5% ocorrem nos testículos. ‘É preciso estar sempre atento”.
Para o médico, o ideal é que o autoexame seja realizado a cada três meses, para que haja familiaridade om o tamanho e a consistência dos seus testículos considerados normais.
Leia mais...
 

O que é a fibromialgia? 

E-mail Imprimir PDF
A fibromialgia é uma síndrome dolorosa não-inflamatória, caracterizada por dores musculares difusas, fadiga, distúrbios de sono, parestesias, edema subjetivo, distúrbios cognitivos e dor em pontos específicos sob pressão (pontos no corpo com sensibilidade aumentada ou tender-points).
Várias pesquisas indicam que anormalidades na recepção dos neurotransmissores são frequentes, em pacientes com fibromialgia. Essas alterações podem ser o resultado de stress prolongado grave.
Depressão maior e transtornos de ansiedade, especialmente transtorno de estresse pós-traumático, são comorbidades comuns. Dentre os vários prováveis responsáveis pela dor constante estão problemas no sistema dopaminérgico, no sistema serotoninérgico, no hormônio de crescimento, no funcionamento das mitocôndrias e/ou no sistema endócrino.

Sintomas da fibromialgia
A fibromialgia é um estado de saúde complexo e heterogêneo no qual há um distúrbio no processamento da dor por mais de 3 meses associado a outras características secundárias como:
• Fadiga
• Problemas no sono (dificuldade pra dormir, agitação e acordar regularmente)
• Rigidez matinal
• Parestesias/Discinesia (Como formigamento ou dormência nos dedos)
• Problemas de concentração e memória)
• Sensação de edema
Leia mais...
 

SUS inclui teste rápido para dengue e chikungunya

E-mail Imprimir PDF
Exame comprova infecção em 20 minutos e é importante para tratamento precoce e vigilância epidemiológica.
O Sistema Único de Saúde incluiu em sua lista de procedimentos os aguardados testes rápidos para a detecção de dengue e chikungunya. Com o teste, não será necessário utilizar a estrutura laboratorial -- o que diminui os custos com a detecção.
Ainda, a comprovação da infecção sai entre 20 e 30 minutos.
A inclusão foi oficializada no Diário Oficial na quinta-feira (10). Para fazer o teste no SUS, é necessário apresentar sintomas relacionados às condições e ter o cartão do Sistema Único de Saúde, feito em qualquer unidade de saúde com a carteira de identidade.
Leia mais...
 

Azeite de oliva extravirgem previne o Alzheimer

E-mail Imprimir PDF
A ciência já demostrou diversas vezes os benefícios para a saúde do azeite extravirgem, ingrediente principal da dieta mediterrânea, que também está associada à longevidade e a uma vida saudável. Agora, uma  pesquisa publicada no periódico científico Annals of Clinical and Translational Neurology, sugere que consumo regular do alimento protege o cérebro contra o Alzheimer, ao promover a eliminação de substâncias prejudiciais ao cérebro, além de preservar a memória e a habilidade de aprendizado à medida que envelhecemos.
Proteção
Segundo o novo estudo, o consumo do azeite reduz a formação de estruturas nocivas no cérebro, como as placas beta-amiloides, que se formam entre as células e os caminhos dos neurônios, e os emaranhados neurofibrilares, que bloqueiam a chegada de nutrientes.
Estudos anteriores já mostraram que o acúmulo desses resíduos pode aumentar o risco da doença. Agora, os pesquisadores descobriram que as propriedades presentes no azeite de oliva extravirgem podem promover um efeito protetor no cérebro.
“Descobrimos que o azeite reduz a inflamação cerebral, mas o mais importante é que ativa um processo conhecido como ‘autofagia'”, disse Domenico Pratico, professor Universidade Temple, nos Estados Unidos, e principal autor da pesquisa, ao Medical News Today. Autofagia é o processo pelo qual as células se desintegram e eliminam do corpo os detritos tóxicos.
Leia mais...
 

Paralisia de Bell

E-mail Imprimir PDF
A atriz Angelina Jolie revelou, em entrevista à revista americana Vanity Fair, que foi diagnosticada no ano passado com a paralisia de Bell, condição em que se perdem temporariamente os movimentos de metade do rosto. Ao contrair a doença, a pessoa pode não conseguir piscar um dos olhos, franzir a testa e sorrir de um dos lados da boca. O problema é causado por uma inflamação no nervo facial. Ela ocorre a partir da reativação de um vírus já presente no organismo – normalmente o vírus da herpes.
Ao perceber a paralisia, é comum que as pessoas confundam os sintomas com os do derrame cerebral. Ao contrário do acidente vascular cerebral (AVC), uma alteração no fluxo sanguíneo do cérebro, a condição não apresenta alterações neurológicas. A paralisia de Bell acontece por causa da inflamação do nervo facial, localizado desde o ouvido até o centro do rosto – nariz, olhos e boca.
O diagnóstico é feito por meio de um exame clínico, quando o paciente relata a perda das sensações e do controle das expressões faciais de um dos lados do rosto e dores de cabeça. “Às vezes o paciente fala que, ao mastigar, morde a bochecha, por exemplo, porque ele não tem esse controle, essa sensação”, explica Débora Abdala, clínica-geral no Hospital Ipiranga, em Mogi das Cruzes. A reincidência é possível. “Pode acontecer de uma pessoa que já teve, ter de novo do outro lado, mas não nos dois ao mesmo tempo”, explicou Débora.
Leia mais...
 


Pagina 1 de 23

Publicidade

Facebook

Publicidade

Banner DL Gráfica

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Enquete

Falhas de memória são comuns, mas alguns sinais mostram se isso pode ou não ser um problema. Você se preocupa quando nota que esqueceu algo?
 

Quem está Online

Nós temos 103 visitantes online