Teste de DNA avalia risco de câncer de mama

E-mail Imprimir PDF
Um teste para saber se mulheres com idade entre 30 e 69 anos, mesmo sem histórico familiar de câncer, têm risco baixo, moderado ou alto de desenvolver tumores de mama será lançado no fim deste mês no Brasil.

O exame, que já é vendido nos EUA e foi desenvolvido pela empresa americana Intergenetics Incorporated, não será encontrado em farmácias ou hospitais. Só poderá ser solicitado por uma rede de médicos credenciados no site da empresa.

O preço estimado do OncoVue é de R$ 3.000. A análise do DNA é feita a partir de uma amostra de saliva, enviada para um laboratório nos EUA.
Leia mais...
 

Sódio é o vilão da pressão arterial

E-mail Imprimir PDF
Consumo excessivo causa hipertensão arterial e aumenta o risco de doenças cardiovasculares.
Não há um consenso sobre o número de brasileiros que tem pressão alta. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 25% da população brasileira sofre com hipertensão, já a Sociedade brasileira de Hipertensão afirma que este índice é de 30%.

Divergências a parte, o problema é sério e pode levar a morte. “A hipertensão é caracterizada quando a pressão sistólica (quando o coração se contrai) é maior ou igual a 140 mmHg e a pressão diastólica (quando o coração relaxa entre duas batidas) é maior ou igual a 90 mmHg”, explica o terapeuta Paulo Edson Reis Jacob Neto.
Leia mais...
 

Suspenso teste com latrepirdina para tratar Alzheimer

E-mail Imprimir PDF
O grupo farmacêutico americano Pfizer admitiu nesta terça-feira (17) o fracasso de um tratamento contra o mal de Alzheimer. A pesquisa estava na última etapa de testes, um pouco antes do pedido de autorização para a comercialização do remédio.

O Dimebon (nome científico: latrepirdina) não demonstrou eficácia no tratamento de pacientes com formas leves a moderadas da doença quando administrado em combinação com o Aricept (nome científico: donepezil), informou a Pzifer em um comunicado.

O tratamento estava sendo desenvolvido em associação com a empresa de biotecnologia Medivation.
Pfizer e Medivation anunciaram que vão suspender o desenvolvimento do Dimebon em todas as suas indicações.
 

Planos de saúde e SUS vão trocar próteses

E-mail Imprimir PDF
Frente a informações contraditórias de duas agências do governo, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, se pronunciou nesta sexta-feira e garantiu a substituição das próteses mamárias rompidas das marcas PIP e Rofil, custeadas "integralmente" pelo SUS ou pelos planos de saúde. E isso independentemente, disse ele, de a cirurgia original ter sido feita para fins estéticos ou como reparação.

"A consideração do ministério, da ANS [Agência Nacional de Saúde Suplementar] e da Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] é que essa situação específica de mulheres submetidas a fraudes nas próteses é classificada como cirurgia reparadora. Existe um risco à saúde [das pacientes com implantes rompidos]", disse Padilha após reunião com as duas agências.
Leia mais...
 

Anvisa suspenderá venda de prótese holandesa Rofil

E-mail Imprimir PDF
O comércio de próteses mamárias Rofil, fabricadas com silicone feito pela Poly Implant Prothèse (PIP), será proibido no Brasil. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve emitir um comunicado em breve sobre o cancelamento da autorização para a venda do produto pela Pharmedic Pharmaceuticals Importação no Brasil.
A Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética, nos Estados Unidos, também havia mencionado a Rofil e a PIP em um documento divulgado no início deste mês, em que recomenda a remoção ou a troca imediata dos produtos.
Leia mais...
 

Para 61% dos brasileiros SUS é ruim ou péssimo

E-mail Imprimir PDF
Pesquisa sobre o sistema de saúde no Brasil, encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) ao Ibope, mostra que 61% dos 2.002 entrevistados em todo o país consideram que ele é péssimo ou ruim. Somente 10% avaliaram a qualidade como boa ou ótima.
Segundo o levantamento, a avaliação mais positiva foi na Região Sul, onde 30% das pessoas ouvidas disseram que a qualidade do sistema de saúde de sua cidade é ótima ou boa. O Nordeste ficou com a pior avaliação: 62% qualificaram como ruim ou péssima.
Entre os entrevistados, 42% dissseram que não perceberam mudanças para melhor no sistema nos últimos anos e 43% opinaram que ele piorou. Para o gerente executivo de Pesquisa da CNI, Renato Fonseca, os dados refletem a opinião do público e não o posicionamento do pesquisador sobre a questão.
Vinte e quatro por cento têm plano de saúde, contratado, em sua maior parte, pelo empregador. As campanhas de vacinação são a iniciativa mais visível, para o público, do sistema de saúde.
 

Longevidade e disposição com as frutas vermelhas

E-mail Imprimir PDF
Amoras, framboesas, morango, mirtilo, cereja, uva escura, cranberry são frutas vermelhas e devido ao seu alto teor de antioxidantes alcançaram o status de super alimentos.

Segundo a nutricionista da Rede Mundo Verde, Flávia Morais, as cores vermelhas e arroxeadas se devem à presença de flavonóides, antioxidantes que neutralizam a ação dos radicais livres. "Os radicais livres são moléculas responsáveis por danos em nosso organismo. As frutas vermelhas por serem ricas em antioxidantes reduzem do risco de câncer e doenças do coração." explica.

Mas os benefícios dessas frutas bonitas e saborosas não para por ai, os antioxidantes tem ainda papel importante na melhora das funções cerebrais, do sistema imunológico e da visão. “Os estudos mostram que as antocianinas das frutas vermelhas assim como diminuem o desenvolvimento de tumores também melhoram o funcionamento do cérebro.” conta Flávia.
Leia mais...
 

Chuva traz perigo de doenças

E-mail Imprimir PDF
Não bastassem as preocupações com alagamentos, enchentes, desmoronamentos e acidentes de trânsito, a chuva intensa que tem deixado cidades brasileiras em estado de emergência traz também o risco de doenças como a leptospirose, a hepatite A e a dengue, que têm sintomas bem parecidos. Além disso, ferimentos causados durante a retirada de pessoas e pertences em meio aos temporais também merecem atenção.

A leptospirose é a doença que mais preocupa autoridades sanitárias e de saúde neste período. De acordo com o médico infectologista Frederico Figueiredo Amancio, da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), a bactéria que causa a enfermidade é transmitida por meio da urina dos ratos, presente geralmente na lama e na água suja que inunda as casas.
Leia mais...
 

Planos de saúde terão que marcar consultas em 7 dias

E-mail Imprimir PDF
A partir de agora, operadoras de saúde não poderão deixar usuários esperando mais do que sete dias por uma consulta em determinadas especialidades.

Começou a vigorar em 19 de dezembro de 2011 a norma que fixa prazos para atendimento de usuários de planos de saúde. De agora em diante, as operadoras de saúde não poderão deixar seus beneficiários esperando mais do que sete dias por uma consulta com especialistas nas áreas de pediatria, cirurgia geral, ginecologia, obstetrícia e clínica médica.

A Resolução Normativa 259 da Agência Nacional de Saúde (ANS) também vale para as demais especialidades, que terão prazo de até 14 dias. Para consultas e sessões com fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos, terapeutas educacionais e fisioterapeutas a espera será de até dez dias.
Leia mais...
 


Pagina 10 de 23

Publicidade

Facebook

Publicidade

Banner DL Gráfica

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Enquete

Falhas de memória são comuns, mas alguns sinais mostram se isso pode ou não ser um problema. Você se preocupa quando nota que esqueceu algo?
 

Quem está Online

Nós temos 264 visitantes online