Home
Dermatologia


Hiperidrose - suor demais, autoestima de menos

E-mail Imprimir PDF

Receio de cumprimentar, andar de mãos dadas, tirar os sapatos ou tentativas constantes de esconder a marca de suor na blusa. Essas são algumas das atitudes que fazem parte da rotina de quem sofre com a hiperidrose – suor excessivo causado por uma disfunção no organismo. As áreas mais atingidas são as axilas, palmas das mãos e plantas dos pés.

O problema atinge tanto homens quanto mulheres e os primeiros sinais costumam surgir no final da infância ou começo da adolescência. “A hiperidrose é classificada pelos médicos em dois tipos: primária e secundária.

A primeira é desencadeada por fatores genéticos, enquanto a segunda está relacionada a alterações hormonais, hipertiroidismo e excesso de peso, entre outras causas” – afirma a dermatologista Dra. Alessandra Nogueira.    

Quem sofre com a hiperidrose primária costuma relatar sudorese excessiva, praticamente contínua, e que costuma intensificar em situações de ansiedade, aumento da temperatura ambiente, ingestão de alimentos com muito condimento etc.

Leia mais...
 

Oleosidade: A vilã dos cabelos femininos

E-mail Imprimir PDF

Ninguém mais do que as mulheres sabem como é bom manter os cabelos limpos, bonitos, com brilho e saúde. Apesar disto, tenho visto muitas mulheres enfrentando um problema bastante desagradável que acaba refletindo em seus cabelos, a oleosidade exagerada do couro cabeludo.

As queixas são as mais variadas, como: brilho excessivo do couro cabeludo, descamação ou caspa, cabelos que não aguentam mais do que um dia sem lavar pois ficam pesados, pequenas lesões em couro cabeludo que lembram espinhas e até mesmo o mais desconfortável dos sintomas, a coceira. Esta recentemente foi até motivo de brincadeira em um comercial de TV que anunciava um xampu para este problema.

Não sei se lembram, mas a personagem do comercial sofria com a coceira no couro cabeludo e para disfarçar ficava coçando a cabeça enquanto brincava com um bebê como se estivesse imitando um macaco.

Leia mais...
 

Mutirão contra o câncer de pele

E-mail Imprimir PDF

Cerca de 80 mil casos da doença são notificados anualmente pelo Ministério da Saúde no país. Entre as pessoas mais propensas a desenvolver a enfermidade estão as mais claras

Faltam apenas 15 dias para o início do verão e muitas pessoas já pensam em curtir as férias em locais como praias, clubes, cachoeiras e rios. Porém, além dos preparativos para o lazer, é preciso se conscientizar de que a exposição exagerada e sem cuidados ao sol causa danos, como o câncer de pele, responsável por 25% dos tumores registrados no país.

Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) revelam que esse tipo de câncer é muito comum, até mais que os de mama, próstata e pulmão. Além disso, cerca de 80 mil novos casos da doença são notificados anualmente no território brasileiro. Com o objetivo de orientar a população sobre a enfermidade, suas formas de prevenção e a importância do diagnóstico precoce, foi realizada ontem a 11ª edição da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele.

Leia mais...
 

Implante sob a pele destrói melanoma

E-mail Imprimir PDF

Professor de bioengenharia da Universidade de Harvard cria pequeno disco de plástico, com 8 milímetros de diâmetro, que induz resposta imunológica contra os tumores

Poderosas estratégias de combate ao câncer podem estar em ideias criativas, ousadas e, até mesmo, geniais. Um exemplo veio dos laboratórios da Faculdade de Engenharia e Ciências Aplicadas da Universidade de Harvard, em Boston (Massachusetts), mais precisamente da imaginação do professor de bioengenharia David Mooney.

A promissora arma contra o melanoma, câncer de pele que deve afetar pelo menos 2.960 homens e 2.970 mulheres no Brasil em 2010, segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca), é um pequeno disco de plástico colocado sob a pele.

Leia mais...
 

Células tronco contra o envelhecimento?

E-mail Imprimir PDF

A dermatologista Daniela Graff afirma que ainda não é possível comprovar a eficácia do tratamento para rejuvenescimento facial.

A ciência mostra a cada dia o potencial das células-tronco com descobertas que são esperança contra doenças físicas e até neurológicas. Agora o seu poder também passa a ser utilizado em benefício da estética e da saúde da pele.

Foi lançado recentemente um tratamento facial que afirma estimular células-tronco adultas, fazendo-as produzir novas células que revitalizam a pele. No entanto, especialistas e médicos não entram em um consenso sobre a real eficácia desse procedimento.

As células-tronco são células indiferenciadas, capazes de formar vários tipos de tecidos. Especialistas acreditam que, no futuro, elas poderão ser importantes no tratamento de várias doenças e lesões.

Leia mais...
 


Pagina 1 de 3

Publicidade

Enquete

Falhas de memória são comuns, mas alguns sinais mostram se isso pode ou não ser um problema. Você se preocupa quando nota que esqueceu algo?
 

Quem está Online

Nós temos 139 visitantes online