Home Gastroenterologia Autoexame para homens

Autoexame para homens

E-mail Imprimir PDF
Em pesquisa inédita com quase 4 000 homens no Estado de São Paulo, ao questionar se conheciam e faziam o autoexame masculino, mais de 90% afirmou nunca ter ouvido falar na importância da prática — já bastante debatida em países da Europa e Estados Unidos.  “Somente 170 responderam que sim. Esse dado é alarmante, pois se isso ocorre na maior metrópole do país, imagina como deve ser a realidade do restante do Brasil”, analisa.
À frente de importantes estudos sobre a saúde do homem, o médico explica que o autoexame é uma medida preventiva simples, indolor e acredita que, “se fosse divulgado como qualquer outro tema do universo da saúde feminina, poderia identificar precocemente não apenas o câncer de testículos, mas uma série de doenças que impactam na saúde e na fertilidade do homem”, ressalta.
Entre as principais, ele destaca  a diminuição da produção de testosterona e espermatozoides, infecções, varizes no escroto — que influenciam diretamente na fertilidade do homem — entre outras.  Sobre os tumores malignos que atingem o sexo masculino, ele explica que cerca de 5% ocorrem nos testículos. ‘É preciso estar sempre atento”.
Para o médico, o ideal é que o autoexame seja realizado a cada três meses, para que haja familiaridade om o tamanho e a consistência dos seus testículos considerados normais.
Além da produção de espermatozoides, os testículos são responsáveis por até 95% da testosterona, um dos principais hormônios masculinos. Em geral, no homem adulto, os testículos têm formato oval, consistência firme e volume ao redor de 20 ml – semelhante a um ovo de galinha, entre 4,5 e 5 cm de comprimento por 3 a 4 cm de largura.
Abaixo, o profissional indica como o autoexame deve ser realizado:
1- Examine cada um dos testículos com ambas as mãos.
2- Os dedos indicador e médio devem ficar na parte inferior dos testículos, e o polegar, na parte superior.
3- Gire cada testículo entre o polegar e os dedos médio e indicador — um testículo normalmente pode ser maior que o outro.
4- Na parte de trás de ambos estão os epidídimos, que têm a função de amadurecer e armazenar os espermatozoides. Procure por qualquer área endurecida, nódulos ou irregularidades na superfície do testículo. Em geral são indolores.
5- Se estiverem endurecidos podem estar obstruídos ou inflamados, é hora de visitar um andrologista.
 

Publicidade

Facebook

Anuncie aqui

Seu anúncio aqui!
Produtos, serviços e clínicas. Anuncie na sua especialidade. Confira!

Enquete

Falhas de memória são comuns, mas alguns sinais mostram se isso pode ou não ser um problema. Você se preocupa quando nota que esqueceu algo?
 

Quem está Online

Nós temos 61 visitantes online