Home Dermatologia Herpes Simples

Herpes Simples

E-mail Imprimir PDF
O que é?
 
É uma infecção causada por um vírus da família dos vírus de herpes humano (HSV - 1 e 2). Todos os vírus de herpes humano têm certas características para a infecção e têm a capacidade de estabelecer uma infecção latente (não manifesta, oculta) no homem. 

Como se adquire? 

A transmissão é por contato direto de uma lesão infectada de um indivíduo para a pele ou mucosa de um indivíduo não infectado. A transmissão através de objetos contaminados é extremamente rara. Estima-se que o período de incubação (do contato até a manifestação da doença) seja de 13 a 14 dias, mas nem sempre os casos são sintomáticos (manifestam a doença). Por isso, a eliminação do vírus sem sintomas é comum entre os surtos de lesões; sendo, portanto, possível a transmissão da infecção na ausência de lesões. 
 
O que se sente? 

A primeira infecção (Infecção Primária) pelo vírus herpes humano tanto tipo 1 como o 2, pode ser em qualquer lugar do corpo. Pode ser sem sintomas ou acompanhada de febre, desconforto e mal estar. Geralmente curam em duas semanas. Em geral, a área acometida é pequena, mais freqüentemente ao redor da boca ou qualquer parte da área genital. Tipicamente sob uma base avermelhada aparece um grupamento de pequenas bolhas de cor clara ou amarelada, podendo formar crostas ("casquinhas") e desaparecerem.
 
Na criança, a forma mais comum de manifestação é a gengivoestomatite herpética. A infecção recorrente é a reativação do vírus, com alguns sintomas como dor, queimação, ardência e formigamento até dois dias antes do aparecimento das lesões típicas. Alguns fatores como febre, estresse, menstruação e exposição solar podem desencadear uma infecção recorrente. A freqüência da infecção recorrente varia muito de uma pessoa para outra, e as lesões duram em média 4 a 5 dias no surto. Em muitos indivíduos as recorrências espaçam-se com o tempo. 

Como o médico faz o diagnóstico? 

Em geral, o diagnóstico é feito pela história e aspecto das lesões. Existem alguns exames que podem ajudar a confirmar o diagnóstico, sendo que quando for utilizado material da lesão de pele, a coleta deve ser feita o mais precoce possível (de preferência nas primeiras 48 horas de evolução da doença). 

Como se trata? 

Existem medicações antivirais (cremes, pomadas, comprimidos) seguras e efetivas para o tratamento da infecção primária e para infecções recorrentes (tanto no surto quanto para prevenção de surtos muito freqüentes). Quanto mais precoce for o início do tratamento, melhores são os resultados. 

Como se previne? 

Evitar o contato direto com a lesão de herpes que é contagiosa. Para surtos recorrentes, tentar associar com exposição solar, traumas locais, estresse, menstruação e alteração da imunidade. 
 

Publicidade

Facebook

Anuncie aqui

Seu anúncio aqui!
Produtos, serviços e clínicas. Anuncie na sua especialidade. Confira!

Enquete

Falhas de memória são comuns, mas alguns sinais mostram se isso pode ou não ser um problema. Você se preocupa quando nota que esqueceu algo?
 

Quem está Online

Nós temos 88 visitantes online