Home Pediatria
Pediatria

Falta leite materno

E-mail Imprimir PDF
Estoques do Hospital Odilon Behrens e da Maternidade Odete Valadares, em BH, estão baixos e precisam de reforço. Mães que amamentam, não fumam e não bebem podem contribuir

Enfermeira Marzi de Abreu mostra geladeira praticamente vazia, no Odilon Behrens, onde há apenas quatro litros para alimentar bebês até terça-feira
Na porta do Banco de Leite do Hospital Municipal Odilon Behrens, no Bairro São Cristóvão, na Região Noroeste de Belo Horizonte, o cartaz adverte: “Para você é leite, para a criança é vida.” Apesar do aviso, a maternidade continua sofrendo com a escassez de leite humano. 

Ontem, havia apenas quatro litros armazenados no freezer, o suficiente para alimentar os bebês somente até terça-feira. A cada mês, são necessários 30 litros de leite materno, mas há um déficit de cerca de 30%. As doações rendem 19 litros/mês, em média. O restante é conseguido em outros bancos ou é usado o leite artificial. 
Leia mais...
 

O bebê não come?

E-mail Imprimir PDF
Às vezes os bebês comem apenas um pouco. Isto pode causar grande preocupacão nas mães que insistem que seu filho coma, mesmo que não tenha fome. 

O que acontece é que o apetite de um bebê se relaciona com suas necessidades energéticas. Quando fazem muita atividade, as crianças comem mais. Se ao contrário, gastam menos energia, não têm fome. 

Os especialistas afirmam que as variações de apetite são normais sempre que a criança se mantém ativa e cresça normalmente.
 
Além disso, se a criança comer alguma coisa fora de hora como um biscoito ou um chocolate, é provavel que na hora de almoçar não tenha apetite. 
Leia mais...
 

Ansiedade pós-parto

E-mail Imprimir PDF
A ansiedade faz parte de nossas vidas, sendo uma resposta normal e protetora aos eventos que extrapolam nossa experiência cotidiana. Ela nos faz concentrar e ajuda a evitar situações perigosas. Em suma, nos ajuda a sobreviver. 

Todas as mães sofrem de algum nível de ansiedade no período pós-parto. Contudo, por razões que não compreendemos, algumas mães são excessivamente preocupadas e experimentam um grau muito acentuado de ansiedade. Supõe-se que algumas pessoas tenham uma tendência biológica para ansiedade, sendo mais sensíveis aos efeitos dos hormônios liberados durante a ansiedade. 

Leia mais...
 

Depressão infantil

E-mail Imprimir PDF
Quem já enfrentou uma crise de Depressão sabe que este é um desafio respeitável, algo como bater de frente com um maciço elefante de tristezas e frustrações. Agora feche os olhos por um instante e tente imaginar alguém com um décimo da sua bagagem de vida tendo que enfrentar o mesmo elefante... No mínimo, uma covardia; no máximo, uma carnificina. É exatamente este tipo de ameaça que a Depressão Infantil representa.

Estima-se que a Depressão Infantil afete uma em cada 20 crianças abaixo dos 10 anos de idade. O problema maior (e o grande risco) está no fato de muitas de suas manifestações serem absolutamente diferentes daquelas observadas em pessoas adultas. Já presenciei casos de crianças rotuladas como difíceis e mal-educadas, quando, na verdade, estavam sofrendo de crises depressivas severas. E ninguém parecia estar entendendo coisa alguma.

Leia mais...
 

Febre infantil

E-mail Imprimir PDF
A elevação da temperatura corporal nas crianças é sempre motivo de angústia e preocupação para os pais, principalmente para os ‘marinheiros de primeira viagem’. E não é para menos: mais da metade dos pacientes levados a um serviço de emergência pediátrica são por causa de febre. O erro cometido pela maioria dos pais e responsáveis é julgar a febre como uma doença e não como um sintoma. 

O estado febril, na verdade, é um sinal de que alguma coisa não está normal. Na maior parte dos casos, a temperatura sobe como resposta a uma infecção, ou seja, a presença da febre mostra que o organismo da criança está lutando para combater o agente da infecção, que pode ser uma bactéria ou um vírus. 

Neste caso, a febre é um bom sinal, pois funciona como um mecanismo de defesa, indicando que o sistema imunológico está reagindo à agressão. Algumas vacinas também podem dar febre, como a tríplice (difteria, tétano e coqueluche) e a vacina contra sarampo. Mas essas reações não devem desestimular o uso das vacinas, que são fundamentais para todas as crianças.
Leia mais...
 

A aparência normal do recém-nascido

E-mail Imprimir PDF
Mesmo depois de o médico assegurar que o bebê é normal, você pode achá-lo um pouco estranho. Seu bebê não tem um corpo perfeito como tem visto em livros de bebês. Seja paciente.
 
A maioria dos recém-nascidos tem características peculiares. Felizmente elas são temporárias. Seu bebê irá começar a ter aparência normal por volta de uma ou duas semanas de idade. 

Essa discussão sobre características temporárias do recém-nascido é organizada por partes do corpo. Um pequeno número de defeitos congênitos que são inofensivos, porém permanentes também estão incluídos.
Leia mais...
 

Causas de Surdez

E-mail Imprimir PDF
Ao se pensar em surdez e nas limitações que lhe são associadas, é natural que se procure saber quais as suas causas e, conseqüentemente, quais os meios de se evitá-la. Algumas condições vêm sendo descritas como as principais envolvidas na deficiência auditiva na infância.
 
Essas causas podem ser pré-natais, isto é, aquelas adquiridas durante a gestação, que são: desordens genéticas, consangüinidade, doenças infecto-contagiosas (como a toxoplasmose, a sífilis, a rubéola, a citomegalovirose e o herpes), uso de remédios ototóxicos, de drogas ilícitas ou de álcool pela mãe, desnutrição ou carência alimentar materna, hipertensão ou diabetes durante a gestação, condições relacionadas ao fator RH e a exposição à radiação.

As crianças também podem adquirir o distúrbio da audição através de problemas que ocorrem durante o parto, como anóxia, parto fórceps, pré ou pós-maturidade e até mesmo a infecção hospitalar.
 
Leia mais...
 

Asma

E-mail Imprimir PDF
 A asma é uma doença grave que afeta pessoas de todas as idades, culturas e localizações geográficas. Embora cada pessoa possa apresentar sintomas diferentes, a definição de asma é muito específica.
A doença consiste em um distúrbio inflamatório crônico dos pulmões, caracterizada por chiado, falta de ar, opressão torácica e tosse, a qual estima-se afetar mais de 100 milhões de pessoas em todo o mundo.

É por vezes uma doença grave e potencialmente fatal. Apesar dos esforços para reduzir a morbidade e a mortalidade associadas à asma, a doença parece estar em ascensão, especialmente entre crianças.
A asma é uma afecção grave que pode ter um impacto significativo na qualidade de vida de uma pessoa, e pode resultar em falta às aulas ou ao trabalho, bem como visitas não programadas ao médico ou ao hospital. Embora não haja cura, é uma doença que pode ser controlada, permitindo que a maioria das pessoas leve uma vida produtiva e ativa.
 
Leia mais...
 

Quem tem medo de injeção?

E-mail Imprimir PDF
As primeiras campanhas de vacinação no Brasil foram uma verdadeira operação de guerra. Nos longínquos idos de 1904, o médico sanitarista Oswaldo Cruz quase (quase?) virou o Rio de Janeiro de cabeça para baixo. A varíola matava mais de 3.500 brasileiros por ano. Peste bubônica, febre amarela, sarampo, escarlatina, difteria, coqueluche e tifo assolavam nossas cidades, e o Sr. Oswaldo, altamente sensível, ordenou que o exército invadisse casas e despejasse pessoas em nome das vacinas. É de se imaginar o que uma atitude como essas causaria hoje... 

De qualquer forma, muitos bondes virados e janelas quebradas depois, o vírus da varíola ficou restrito a 02 laboratórios do mundo, e quase ninguém mais sabe como é uma epidemia de coqueluche, tifo, escarlatina, sarampo ou difteria.

Tudo bem, trocamos velhas doenças por novas ameaças, mas em alguns casos você está correndo risco à toa. Deixe seu medo de agulhas de lado e fique sabendo que durante a idade adulta existem seis vacinas principais que você deve prestar atenção: (1) contra Influenza (é a famosa vacina contra gripe), (2) anti-pneumocócica, (3) contra Hepatite B, (4) contra Hepatite A, (5) vacina tríplice e (6) dupla tipo adulto.
 
Leia mais...
 



Publicidade

Facebook

Publicidade

Banner DL Gráfica

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Anuncie aqui

Seu anúncio aqui!
Produtos, serviços e clínicas. Anuncie na sua especialidade. Confira!

Enquete

Falhas de memória são comuns, mas alguns sinais mostram se isso pode ou não ser um problema. Você se preocupa quando nota que esqueceu algo?
 

Quem está Online

Nós temos 971 visitantes online