Home Dermatologia
Dermatologia

Hiperidrose - suor demais, autoestima de menos

E-mail Imprimir PDF

Receio de cumprimentar, andar de mãos dadas, tirar os sapatos ou tentativas constantes de esconder a marca de suor na blusa. Essas são algumas das atitudes que fazem parte da rotina de quem sofre com a hiperidrose – suor excessivo causado por uma disfunção no organismo. As áreas mais atingidas são as axilas, palmas das mãos e plantas dos pés.

O problema atinge tanto homens quanto mulheres e os primeiros sinais costumam surgir no final da infância ou começo da adolescência. “A hiperidrose é classificada pelos médicos em dois tipos: primária e secundária.

A primeira é desencadeada por fatores genéticos, enquanto a segunda está relacionada a alterações hormonais, hipertiroidismo e excesso de peso, entre outras causas” – afirma a dermatologista Dra. Alessandra Nogueira.    

Quem sofre com a hiperidrose primária costuma relatar sudorese excessiva, praticamente contínua, e que costuma intensificar em situações de ansiedade, aumento da temperatura ambiente, ingestão de alimentos com muito condimento etc.

Leia mais...
 

Oleosidade: A vilã dos cabelos femininos

E-mail Imprimir PDF

Ninguém mais do que as mulheres sabem como é bom manter os cabelos limpos, bonitos, com brilho e saúde. Apesar disto, tenho visto muitas mulheres enfrentando um problema bastante desagradável que acaba refletindo em seus cabelos, a oleosidade exagerada do couro cabeludo.

As queixas são as mais variadas, como: brilho excessivo do couro cabeludo, descamação ou caspa, cabelos que não aguentam mais do que um dia sem lavar pois ficam pesados, pequenas lesões em couro cabeludo que lembram espinhas e até mesmo o mais desconfortável dos sintomas, a coceira. Esta recentemente foi até motivo de brincadeira em um comercial de TV que anunciava um xampu para este problema.

Não sei se lembram, mas a personagem do comercial sofria com a coceira no couro cabeludo e para disfarçar ficava coçando a cabeça enquanto brincava com um bebê como se estivesse imitando um macaco.

Leia mais...
 

Mutirão contra o câncer de pele

E-mail Imprimir PDF

Cerca de 80 mil casos da doença são notificados anualmente pelo Ministério da Saúde no país. Entre as pessoas mais propensas a desenvolver a enfermidade estão as mais claras

Faltam apenas 15 dias para o início do verão e muitas pessoas já pensam em curtir as férias em locais como praias, clubes, cachoeiras e rios. Porém, além dos preparativos para o lazer, é preciso se conscientizar de que a exposição exagerada e sem cuidados ao sol causa danos, como o câncer de pele, responsável por 25% dos tumores registrados no país.

Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) revelam que esse tipo de câncer é muito comum, até mais que os de mama, próstata e pulmão. Além disso, cerca de 80 mil novos casos da doença são notificados anualmente no território brasileiro. Com o objetivo de orientar a população sobre a enfermidade, suas formas de prevenção e a importância do diagnóstico precoce, foi realizada ontem a 11ª edição da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele.

Leia mais...
 

Implante sob a pele destrói melanoma

E-mail Imprimir PDF

Professor de bioengenharia da Universidade de Harvard cria pequeno disco de plástico, com 8 milímetros de diâmetro, que induz resposta imunológica contra os tumores

Poderosas estratégias de combate ao câncer podem estar em ideias criativas, ousadas e, até mesmo, geniais. Um exemplo veio dos laboratórios da Faculdade de Engenharia e Ciências Aplicadas da Universidade de Harvard, em Boston (Massachusetts), mais precisamente da imaginação do professor de bioengenharia David Mooney.

A promissora arma contra o melanoma, câncer de pele que deve afetar pelo menos 2.960 homens e 2.970 mulheres no Brasil em 2010, segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca), é um pequeno disco de plástico colocado sob a pele.

Leia mais...
 

Células tronco contra o envelhecimento?

E-mail Imprimir PDF

A dermatologista Daniela Graff afirma que ainda não é possível comprovar a eficácia do tratamento para rejuvenescimento facial.

A ciência mostra a cada dia o potencial das células-tronco com descobertas que são esperança contra doenças físicas e até neurológicas. Agora o seu poder também passa a ser utilizado em benefício da estética e da saúde da pele.

Foi lançado recentemente um tratamento facial que afirma estimular células-tronco adultas, fazendo-as produzir novas células que revitalizam a pele. No entanto, especialistas e médicos não entram em um consenso sobre a real eficácia desse procedimento.

As células-tronco são células indiferenciadas, capazes de formar vários tipos de tecidos. Especialistas acreditam que, no futuro, elas poderão ser importantes no tratamento de várias doenças e lesões.

Leia mais...
 

Fotoproteção

E-mail Imprimir PDF

Proximidade do verão e radiação solar intensa reforçam a necessidade de cuidados com a fotoproteção

O sol emite radiações magnéticas classificadas  de acordo com seu comprimento de onda e cada uma tem um efeito diferente sobre a pele, dependendo da duração e intensidade da exposição. A fotoproteção tem como objetivo prevenir os danos relacionados a essa exposição solar.

As radiações UVB incidem na epiderme e provocam queimaduras solares, os eritemas. Estas são as principais responsáveis pelas alterações celulares que predispõe ao câncer de pele e têm maior incidência no verão, especialmente entre às 10 e 16 horas. As radiações UVA, por sua vez, penetram profundamente na pele e são as responsáveis pelo fotoenvelhecimento.

Assim, é de extrema importância a utilização diária de protetores solares, que deve ser iniciada a partir dos seis meses de idade. O FDA classificou-os como “drogas que pretendem proteger a estrutura e função da pele humana contra danos causados pelo sol”.

Leia mais...
 

Herpes Zoster

E-mail Imprimir PDF
O herpes zoster (HZ) é uma doença causada por um vírus, o mesmo que causa a varicela (ou "catapora"). Popularmente, o HZ é conhecido como "cobreiro", e é erroneamente relacionado ao contato com animais como sapos, cobras, aranhas, lagartixas, entre outros.

O HZ é mais comum em idosos, porém adultos jovens e adolescentes também podem desenvolver a doença. Além disso, os pacientes portadores do vírus HIV/AIDS estão em risco aumentado de apresentar o HZ. Vejamos por que.

Como a doença ocorre?
Geralmente, durante a infância a criança é infectada pelo vírus varicela-zoster, como é chamado, e desenvolve a doença inicial, ou seja, a catapora. É possível que algumas pessoas que se infectam com esse vírus apresentem formas mais leves da doença, não sendo a mesma diagnosticada.
Leia mais...
 

Micoses superficiais

E-mail Imprimir PDF
O que é?
Micoses superficiais são doenças provocadas por fungos, os quais são limitados à pele, aos pêlos, as unhas e às mucosas.

Como se desenvolve?
Os organismos causadores podem ser de origem humana, animal ou do solo. Os fungos contaminantes patogênicos são comuns em nosso ambiente, embora a incidência seja pequena, devido à resistência do hospedeiro. Comumente, as infecções fúngicas são, em algum grau, contagiosas.

O que se sente?
Em geral, as lesões são pruriginosas (dão coceira). Conforme a sua localização, podemos classificar as tinhas em:

Tinha de couro cabeludo (capitis)
Muito freqüente em crianças pré-escolares e escolares. Apresenta-se como uma placa de cabelos picotados, com descamação no centro ou com reação inflamatória. Quando apresenta muitos abscessos ou pus, forma o quadro denominado de Kerion celsii, podendo até deixar cicatriz.
 
Leia mais...
 

Urticária

E-mail Imprimir PDF
O que é?
É uma reação na pele que afeta mais de 20% da população em algum momento da vida. Podem aparecer vergões vermelhos, elevados, mudando de tamanho e forma rapidamente. As lesões podem ser mais ou menos localizadas.

São chamadas de urticárias agudas aquelas com menos de 30 dias de evolução e urticárias crônicas aquelas com mais de 4 a 6 semanas de evolução.

Como se desenvolve ou se adquire?
A urticária pode ser causada ou desencadeada por alguns alimentos, medicamentos, inalantes, infecções, verminose, doenças sistêmicas, agentes físicos (frio, calor, pressão, luz) e fatores emocionais.

Leia mais...
 

Psoríase

E-mail Imprimir PDF
O que é? 
A psoríase é uma doença inflamatória da pele, benigna, crônica, relacionada à transmissão genética e que necessita de fatores desencadeantes para o seu aparecimento ou piora (principalmente no inverno). Afeta 1 a 2% da população mundial. Acomete igualmente homens e mulheres, embora o início seja mais precoce nas mulheres. Existem dois picos de idade de prevalência: antes dos 30 e após os 50 anos. E, em 15% dos casos, surge antes dos dez anos de idade. 

Como se desenvolve? 
É uma doença não contagiosa, multigênica (muitos genes envolvidos), e em parte dependente de fatores externos. Pode aparecer sob diferentes formas clínicas e diferentes graus da doença. É descrito 30% de incidência familiar. 

O desencadeamento pode ocorrer em qualquer idade, motivado por influência do meio, alguns medicamentos ou estresse. 

Em pessoas com história familiar, o início parece ser mais precoce. 
Leia mais...
 

Cravos e espinhas

E-mail Imprimir PDF

A acne é uma doença de predisposição genética cujas manifestações dependem da presença dos hormônios sexuais.

Devido a isso, as lesões começam a surgir na puberdade, época em que estes hormônios começam a ser produzidos pelo organismo, atingindo a maioria dos jovens de ambos os sexos.

A doença não atinge apenas apenas adolescentes, podendo persistir na idade adulta e, até mesmo, surgir nesta fase, quadro mais frequente em mulheres.

As manifestações da doença (cravos e espinhas) ocorrem devido ao aumento da secreção sebácea associada ao estreitamento e obstrução da abertura do folículo pilosebáceo, dando origem aos comedões abertos (cravos pretos) e fechados (cravos brancos). Estas condições favorecem a proliferação de microorganismos que provocam a inflamação característica das espinhas, sendo o Propionibacterium acnes o agente infeccioso mais comumente envolvido.

Leia mais...
 


Pagina 1 de 2

Publicidade

Facebook

Publicidade

Banner DL Gráfica

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Anuncie aqui

Seu anúncio aqui!
Produtos, serviços e clínicas. Anuncie na sua especialidade. Confira!

Enquete

Falhas de memória são comuns, mas alguns sinais mostram se isso pode ou não ser um problema. Você se preocupa quando nota que esqueceu algo?
 

Quem está Online

Nós temos 981 visitantes online