Home Todos os artigos
Todos os artigos

Tuberculose

E-mail Imprimir PDF
A tuberculose ainda é um problema de saúde pública no Brasil, segundo a OMS, a tuberculose apresenta-se atualmente como uma emergência mundial. Nos últimos anos, o Brasil tem registrado um coeficiente de incidência em torno de 50/100 mil habitantes.
 
Entre os grupos com maior risco de adoecer por tuberculose está a população carcerária, que enfrenta nos presídios as condições favoráveis para a disseminação da doença, ou seja, aglomeração e precárias condições de higiene.
 
Além disso, há o crescente número de infectados pelo vírus da imunodeficiência humana, o HIV, contribuindo para o aumento dos casos de tuberculose.
A principal razão para o alto índice de doenças contagiosas nas prisões é a superlotação e, nesse aspecto, o Brasil com uma média de três presos por vaga, tem uma das maiores taxas do mundo, perdendo apenas para China e Bulgária (Reuters, 2001). Tal situação, observada em várias partes do país, constitui-se em ambiente propício à proliferação do M. tuberculosis, significando uma incidência supostamente maior do que na sociedade livre.
Leia mais...
 

Menina vê pela 1ª vez após tratamento com células-tronco

E-mail Imprimir PDF
Uma menina britânica de dois anos de idade que nasceu cega teve sua visão reparada graças a um tratamento com células-tronco.

A britânica Dakota Clarke, da cidade de Newtownabbey, na Irlanda do Norte, nasceu com displasia septo óptica, uma deficiência rara no nervo ótico que provoca cegueira.

Ela foi submetida a um tratamento no hospital de Qingdao, na China. Segundo a família, que arrecadou dinheiro por meio de doações para a operação na China, o tratamento e a cirurgia não são realizados na Grã-Bretanha.
Leia mais...
 

Falta leite materno

E-mail Imprimir PDF
Estoques do Hospital Odilon Behrens e da Maternidade Odete Valadares, em BH, estão baixos e precisam de reforço. Mães que amamentam, não fumam e não bebem podem contribuir

Enfermeira Marzi de Abreu mostra geladeira praticamente vazia, no Odilon Behrens, onde há apenas quatro litros para alimentar bebês até terça-feira
Na porta do Banco de Leite do Hospital Municipal Odilon Behrens, no Bairro São Cristóvão, na Região Noroeste de Belo Horizonte, o cartaz adverte: “Para você é leite, para a criança é vida.” Apesar do aviso, a maternidade continua sofrendo com a escassez de leite humano. 

Ontem, havia apenas quatro litros armazenados no freezer, o suficiente para alimentar os bebês somente até terça-feira. A cada mês, são necessários 30 litros de leite materno, mas há um déficit de cerca de 30%. As doações rendem 19 litros/mês, em média. O restante é conseguido em outros bancos ou é usado o leite artificial. 
Leia mais...
 

Pé chato

E-mail Imprimir PDF
O que é? 

O termo "pé chato", no meio médico, também é conhecido como pé plano; entretanto a denominação mais correta é pé planovalgo flexível. É uma situação caracterizada pela diminuição do arco longitudinal medial do pé (elevação plantar do pé), ou seja, o lado medial (interno) do pé toca ou está próximo deste.

Esta condição acomete a maioria das crianças até os 3 ou 4 anos de idade, quando começa a ocorrer a absorção desta gordura e o desenvolvimento do arco do pé. 

O que se sente?
 
O pé chato, na maioria das vezes, não gera dor alguma, e portanto a criança não apresenta queixas. Quando ocorre dor, via de regra, esta é difusa, sem uma localização específica. A melhor prova de que o pé chato é quase sempre assintomático é o grande número de adultos com pé chato desde a infância e que muitas vezes nem se dão conta. 
Leia mais...
 

Exame ginecológico

E-mail Imprimir PDF
Preventivo do Câncer Papanicolau - Citologia Oncótica 

O exame ginecológico é um dos mais importantes exames para a saúde da mulher. É normal que existam medos e ansiedades para a sua realização. O objetivo deste artigo é responder a maioria das perguntas para que as mulheres possam entender COMO e PORQUE é realizado este exame. 

O exame é simples, e tem reduzido as mortes por câncer de colo de útero em 70 %, desde sua criação pelo Dr. George Papanicolau em 1940. O sucesso do teste é porque êle pode detectar doenças que ocorrem no colo do útero antes do desenvolvimento do câncer.
O exame não é somente uma maneira de diagnosticar a doença mas serve principalmente para determinar o risco de uma mulher vir a desenvolver o câncer.
Leia mais...
 

Noites mal dormidas

E-mail Imprimir PDF
Com no mínimo de 8 horas de sono, você pode diminuir o risco de desenvolver algumas doenças e não perder a farra.
 
Dormir pouco pode baixar as defesas do corpo, pois afeta o funcionamento do sistema imunológico.

O otorrinolaringologista especialista em sono e apnéia, José Antônio Pinto, da ABORL-CCF (Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial) explica que, quando não dormimos, estamos mais suscetíveis a desenvolver doenças causadas tanto por vírus quanto por bactérias. "A privação de sono gera uma resposta imunológica insuficiente e torna o organismo mais suscetível a doenças de uma forma geral. 

Desse modo, compromete importantes funções do sistema imunológico, tais como fagocitose e produção de anticorpos, o que facilita, principalmente, as infecções respiratórias, muito comuns durante o verão por causa dos abusos", diz. Sendo assim, temos mais chances de desenvolver resfriados, inflamações e até sofrer alterações de humor, irritabilidade, ter dificuldade de concentração e fadiga. 
Leia mais...
 

O sexo no casamento e a necessidade de reciclar a relação

E-mail Imprimir PDF
À medida que os anos de casamento passam, a crise sexual é algo inevitável? A psicóloga e terapeuta sexual do Instituto Paulista de Sexualidade, Luciane Secco, acredita que tal situação não acontece necessariamente. “Os casais que se sentem motivados a ficar juntos têm instrumentos para reinventar a relação ao longo do tempo, reciclando e renovando a rotina diária”, explica. 

Mas ela destaca que o desgaste da relação no dia-a-dia é algo inevitável. “Há uma tendência para que os relacionamentos caminhem para uma certa rotinização, o que pode gerar descontentamento e insatisfação”, destaca Secco. Nesse contexto, a sensação glamourosa que existia antes ou logo depois do início do casamento vai se perdendo e a monotonia pode ganhar espaço. “Mas se os sentimentos se tornaram mais estáveis, isso não quer dizer que eles se esvaziaram. Tudo irá depender de quanto o casal investiu e continua investindo na relação”, continua.
Leia mais...
 

Reduza o colesterol

E-mail Imprimir PDF
Colesterol alto é sempre sinal de problemas. Quase sempre ele está associado à ocorrência de doenças cardiovasculares, infarto e até derrame cerebral. No entanto, por meio de uma dieta saudável, é possível reduzir o nível desse tipo de gordura na corrente sanguínea.
 
Na verdade, conforme explica Raquel Botelho, professora de nutrição da Universidade de Brasília (UNB), a alimentação, associada à prática de exercícios físicos, pode ajudar tanto a diminuir a taxa do colesterol ruim (LDL) como a aumentar a concentração do bom (HDL).
 
O primeiro é considerado nocivo por aderir às paredes das artérias e dificultar a passagem do sangue. O segundo, por outro lado, é benéfico porque realiza o movimento inverso: ajuda, sobretudo, a remover o excesso de gordura e a levá-lo para o fígado, onde este será metabolizado e eliminado.
Leia mais...
 

Apitoxina

E-mail Imprimir PDF
O veneno das abelhas, já a várias décadas, tem sido muito estudado e usado para finalidades terapêuticas, principalmente na Europa e Rússia.

No Brasil, o interesse pelo veneno das abelhas e suas aplicações aumentou depois da introdução das "abelhas africanas"em 1957. Estudos revelaram não haver diferenças entre o veneno da "africana" e da "italiana". (Mello, 1970).

Efeitos alérgicos
Certa parcela da população pode, quando ferroada por abelhas, apresentar reações alérgicas ao veneno e portanto, a apitoxina. As reações não se relacionam aos efeitos naturais do veneno sobre os tecidos e as células, mas a respostas individuais peculiares do organismo. Podem consistir em apenas um incomodo, com dor localizada e inchaço.
Leia mais...
 

Hipertensão arterial

E-mail Imprimir PDF
Cerca de 10% a 15% da população brasileira tem pressão alta
Distúrbio assintomático (raramente as pessoas se queixam de “cabeça vazia” ou tonteira), a importância da hipertensão arterial é subestimada pela maioria da população, embora um contingente que varia de 10% a 15% de brasileiros sofra do mal.

Segundo o cardiologista Ricardo Germano, é muito difícil fazer com o brasileiro invista na sua própria saúde. “Especialmente se ele não sente nada. É cultural mesmo. O ideal é encarar o risco e pensar: ´Tenho realmente a pressão que eu deveria ter?´”, comenta. 

Dentro das diretrizes brasileiras de saúde, a pressão arterial considerada normal é de 120 por 80 milímetros de mercúrio, embora cada um reaja de forma diferente. 

O especialista sugere que, depois dos 30 anos, as pessoas façam consultas periódicas e verifiquem a pressão arterial freqüentemente. “Há, inclusive, uma polêmica se as farmácias poderão medir a pressão de seus clientes. É preciso ficar atento aos aparelhos, porque muitos sofrem desgaste, perdendo a calibragem, e a pressão acaba sendo medida incorretamente.” 

Leia mais...
 

As inimigas da boa forma dos adolescentes

E-mail Imprimir PDF
É certo que o mundo moderno e globalizado nos trouxe grande avanço tecnológico. O duro é perceber que estes avanços, em muitos casos, vieram acompanhados de padrões de comportamentos nem sempre muito positivos. 

A geração internet, “Friends”, Messenger e Orkut, com certeza, se beneficia cada vez mais da informação, comunicação e agilidade. Mas, em contrapartida, adquiriu hábitos alimentares nada saudáveis. Isso se agrava muito mais devido ao frio e à compulsão por alimentos mais calóricos. 

Horas intermináveis junto ao computador, jogos eletrônicos e televisão geraram um sedentarismo que interfere no metabolismo celular destes jovens. Os adolescentes do século 21 evoluem com sobrepeso, barriguinha e sérias alterações metabólicas apresentadas nos exames clínicos. Nunca se viu tantos adolescentes com sobrepeso e com dificuldade para emagrecer.
 
Leia mais...
 


Pagina 6 de 15

Publicidade

Facebook

Enquete

Falhas de memória são comuns, mas alguns sinais mostram se isso pode ou não ser um problema. Você se preocupa quando nota que esqueceu algo?
 

Quem está Online

Nós temos 65 visitantes online