Dislalia

Sáb, 14 de Fevereiro de 2009 20:56
Imprimir

Consiste na má articulação das palavras, seja omitindo ou acrescentando fonemas, trocando um pelo outro, ou ainda distorcendo fonemas.

A falha na articulação das palavras pode ainda ocorrer a nível de fonemas ou de sílabas.
Quando a criança não consegue desenvolver um bom padrão de fala, com distinções claras dos fonemas acabará passando estas trocas para a escrita, quando iniciar esta nova fase.

O TRATAMENTO Inicialmente é feita uma pesquisa das condições físicas dos órgãos necessários à articulação das palavras.

Verifica-se também a mobilidade destes órgãos: palato, lábios e língua, assim como a audição nos aspectos de quantidade e também a qualidade (percepção) auditiva.

É importante uma estimulação da percepção auditiva para que a criança ou o adulto possa identificar e corrigir a sua emissão de fonemas, sílabas, palavras e frases.

Heloísa Miguens de Araújo é FONOAUDIÓLOGA formada em 1978 pelo Instituto Cultural Henry Dunant – RJ - Crfa. 0707 - Pós Graduada em FONOAUDIOLOGIA CLÍNICA pela UNESA - RJ Pós Graduada em NEUROFISIOLOGIA pelo IBMR-RJ Master Practitioner em PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUÍSTICA pelo INAp Habilitada e Certificada pela FUNDAÇÃO LEE SILVERMAN para tratamento da voz.